Gesso: mudanças através dos anos - Kiplaca-Gecil
16078
post-template-default,single,single-post,postid-16078,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Gesso: mudanças através dos anos

gesso-história-drywall-kiplaca-gecil

Gesso: mudanças através dos anos

O mundo está em constante mudança em diversas áreas. É inevitável que elas impactem a vida das pessoas, principalmente no âmbito corporativo. Um exemplo disso foi o surgimento do drywall: como será que ele afetou o mercado de gesso e as empresas especializadas do ramo? 

Julieta Cavedini, dona da Kiplaca-Gecil, contou como foi essa mudança. A empresa, que completa 35 anos de história este ano, começou como um negócio voltado para a revenda de materiais e distribuição de gesso em Campinas. Nessa época, o gesso se resumia a molduras e golas para ornamentar as residências, apenas nos rodapés e tetos, e também servia de revestimento de paredes como substituto do reboque convencional.  

O surgimento dos blocos de gesso permitiu que eles fossem substitutos dos tijolos convencionais usados nas divisões internas dos ambientes.  

Anos depois, na década de 1990, chegou no Brasil o drywall, que nada mais é do que uma placa de gesso revestida com um cartão (acartonado). Então, a Kiplaca-Gecil passou a ser uma das mais importantes empresas voltadas para instalação de gesso em geral, em toda a RMC. Com isso surgiram as paredes feitas de drywall como um aperfeiçoamento dos blocos de gesso, o que foi uma mudança radical na qualidade.  

Além disso, houveram outras mudanças muito importantes no ramo, como mais rapidez na execução, paredes mais leves e com mais conforto acústico, facilidade para mudar um projeto, um layout e uma parede. Além disso, os tetos também ficaram com mais conforto acústico e flexibilidade para trabalhar com iluminação direta e indireta. 

A Kiplaca-Gecil se adaptou às mudanças do mercado e fez delas uma grande oportunidade de negócio! Isso só mostra que é preciso estar sempre atento ao que está acontecendo e, principalmente, estar preparado para saber se adaptar com inteligência.  

 

Leia também 

Alvenaria x Drywall: o que faz mais sentido para seu cliente? 

Resistência e durabilidade do drywall